APÓS SAIDA, MORO SURGE COMO UM FORTE NOME PARA 22

No dia de ontem ao informar a todos sua saída do Ministério da Jústiça, Sergio Moro tornou-se automaticamente o quadro mais forte rumo a uma possível sucessão presidencial em 2022. Após explicar os motivos da saída, o agora ex-ministro jogou seu sincerone Jair Bolsonaro ao julgamento público, tamanha as acusações proferidas por ele contra o atual Presidente da Repúblcia em coletiva ontem no Ministério da Jústiça. Segundo Moro por diversas vezes o mandatário maior da República do Brasil tentou interferir no curso de investigações da Policia Federal, visando dessa forma ficar a par de investigações seríssimas envolvendo inclusive seus filhos Carlos e Flávio Bolsonaro.

Logo após as acusações o PGR Augusto Aras solicitou com urgência uma apuração por parte do STF em cima das acusações feitas pelo ex-ministro. Ainda no dia de ontem o Presidente Jair Bolsonaro em coletiva às 17:00h tentou rebater as acusações sofridas, mas segundo o que apuramos nas redes sociais não conseguiu soar convincente, em determinado momento chegou a falar que em diversas ocasiões o ex-ministro suscitou de sua pessoa uma indicação ao STF. Como forma de rebater tal acusação o ex-juiz Sérgio Moro mostrou ao Jornal Nacional da Globo ainda na noite de ontem prints de conversas com o Presidente buscando interferir em investigações da Policia Federal. 

Depois de abrir mão de uma carreira na magistratura de 22 anos para assumir o Ministério da Jústiça, agora o ex-juiz disse estar a disposição da sociedade. Diversos partidos já iniciam abordagens a sua pessoa, visando assim ter junto de suas legendas um excelente quadro para o cargo de Presidente da Républica em 2022.

(*) Natanael Castro, Editor
TAG