"COVIDÃO", Vem ai o Novo Escândalo da Política Brasileira

Já começam a surgir nas manchetes dos grandes portais da internet, notícias referente a supostos desvios, onde são apontados superfaturamento nas compras de materiais usados na luta contra o coronavírus. O ministério Público do Rio de Janeiro juntamente com a Polícia Cívil prenderam na última quinta dia (7), um grupo de pessoas envolvidas em obter vantagens na compra de respiradores para pacientes de covid-19 no Estado. Foram presos Gabriell Neves ex-subsecretário de saúde que foi exonerado do cargo no mês de Abril, Gustavo Borges Silva e Aurino Batista Sousa Filho e Cinthya Silvia Neumann, todos suspeitos de se beneficiar na compra dos respiradores.

Existem investigações em curso no Ceará e no Pará, tudo indica que com a chegada da ajuda de 60 bilhões de reais liberada pelo Governo Federal, tais crimes estarão mais propícios a serem cometidos por governos e prefeituras. Tanto entes políticos da cúpula do Congresso Nacional, como cientistas políticos já chamam atenção pra grande possibilidade de uma robusta investigação em cima desses possíveis desvios, logo após a pandemia. O "COVIDÃO" termo cunhado por muitos para se referir ao próximo escândalo político de escala nacional, é de fato bastante factível. O Brasil desde sempre é uma fábrica de escândalos políticos, tamanha a fome dos atores da nossa política em cima do dinheiro do nosso sofrido povo brasileiro.

(*) Natanael Castro, o editor.


TAG