Gripe Espanhola, saiba como foi a pandemia na São Luís do inicio do Séc. XX

Foto inicio do Séc. XX, Santa Casa de Misericórdia

No inicio do século XX, um grande mal advindo da Europa desembarcou no Brasil através de um navio de bandeira inglesa. A gripe espanhola chegou no país, fazendo escala em Recife, Salvador e Rio de Janeiro, depois de poucas semanas o vírus ja se espalhara por diversas regiões, chegando a São Luís através de um marujo, o escritor Josué Montello narra o impacto da chegada da gripe no seu livro "Os degraus do paraiso"... “Depois, como se a nova luz da noite as atraísse, começaram a chegar as más notícias do Norte, do Centro e do Sul. A morte andava lá fora matando às cegas. Um arrepio de frio, febre alta, delírio, e o que até há pouco não era nada passou a ser o desespero e a sepultura. Dezenas, centenas de casos, destruindo famílias inteiras de um dia para outro, no Rio de Janeiro. Ninguém tinha sossego. E era mais quem perguntava: quando a morte chegaria em São Luís? Toda gente se entreolhava, apegando-se aos seus santos. E as lâmpadas elétricas, nos negros postes de iluminação urbana, tinham um ar de espanto – que amedrontava.”

“Até que uma noite, no começo de outubro, a morte entrou de manso pelas ruas tortas que se esgueiram para o mar, escondida no corpo de um marujo de olhos em brasa e andar gingado. Dias depois a cidade lhe sentiu a presença sinistra, nos primeiros esquifes roxos que saíram das casas do meretrício para o Cemitério, à noite, sem acompanhamento, sob o olhar das lívidas lâmpadas elétricas.”

A historiadora Maria de Lourdes Lauande Lacroix cita em seu livro "História da Medicina em São Luís", que houve uma fuga em massa de varias familias que moravam no centro, diversas delas foram para sitios na região do Anil, Maioba, São José de Ribamar. Houve também naquela época um aumento significativo de doentes nos poucos hospitais da capital, sendo a Santa Casa de Misericórdia o hospital separado pelas autoridades para tratamento exclusivo da gripe espanhola.

(*) Da redação.
TAG