Eleições 2020, voto facultativo, seria uma saída viável em meio a pandemia?

Em meio a pandemia, um país de dimensões continentais como o Brasíl, dificilmente conseguiria parar totalmente como nacões européias, algumas delas do mesmo tamanho de estados como Minas Gerais e Sergipe. Os danos do coronavírus continuam a asolar a nação com seu rastro de mortes e desgastes nos meios econômicos-sociais, o Brasil só está abaixo dos Estados Unidos em números de mortes e numa crescente dos números de novos casos. 

2020 é também ano de eleições municipais, neste momento o TSE se debruça sobre o cenário de emergência sanitária do país, e verifica com cuidado a viabilidade das eleições, o cenário mais factível indica o adiamento para o final de 2020 ou até para o ano de 2021. Uma das saídas apontadas por especialistas seria a mudança na lei eleitoral, retirando a obrigatoriedade do voto, ou seja, o voto passaria a ser facultativo, evitando com isso o amontoado de pessoas em filas de votação, o cuidado com essas aglomerações é a grande preocupação das autoridades e o ponto nevrálgico que envolve a realização das eleições em 2020.   

(*) Natanael Castro, editor.
TAG