VIVER E APRENDER!

Viver é aprender! “Uma vida sem desafios não vale a pena ser vivida. ” (Sócrates)

Viver e aprender! É uma crônica que induzirá o leitor a pensar grande, seguindo o exemplo do autor. Não existe limite, nem idade para aprender. Cabe a cada indivíduo decidir onde quer chegar. Definir prioridades, ter foco, determinação e acima de tudo sabedoria, propósito e fé para atingir as suas metas, objetivos e sonhos. Boa leitura e reflexão!
Dedico essa crônica aos colegas escritores e aos leitores que desafiam o tempo superando obstáculos, recriando oportunidades... reescrevendo uma nova história. Boa leitura e reflexão!

Começa um novo ciclo na minha vida. Havia um vácuo que precisava ser preenchido seja por vaidade, necessidade ou desafio pessoal e profissional. Desde que resolvi encarar a missão de escritor, cronista, contista e poeta tinha a certeza de que venceria muitas batalhas conduzido pelos meus sonhos.

“Uma vida é uma obra de arte. Não há poema mais belo que viver em plenitude. ” (George Clemenceau)

Agora como membro da Academia Luminense de Letras – ALPL, coloco uma nova meta pessoal – chegar à Academia Maranhense de Letras – AML. Estou certo de que a distância entre sonho e realidade se chama ação, então me dedicarei a aprender com profundidade e viverei intensamente cada segundo dessa nova experiência até atingir a nova meta. Dia após dia superarei as adversidades com força, foco, fé e determinação. O que depender de mim farei para chegar ao pódio da literatura maranhense. 

 “Existe um milagre em cada recomeço. ” (Herman Hesse)

Não tenho a pretensão de viver apegado ao passado, quero desafiar e viver o presente realizando algo que sempre almejei. Em algum momento fiquei numa encruzilhada entre trabalhar, estudar e seguir a carreira de escritor. Inicialmente decidi trabalhar para sustentar a minha família, tomei a decisão certa para aquele momento, e deixei a literatura em banho maria. 

Há cinco anos resgatei essa pendência, escrevendo diariamente e construindo a minha própria história na busca de novos horizontes para um futuro promissor como escritor, cronista e poeta nessa terra das palmeiras onde canta o sabiá, do boi de orquestra, zabumba, matraca, arraiás e maracás, que adotei como minha querida ilha do amor. 
“É Deus que pinta os meus dias e escreve a minha história, nem sempre posso entender o que acontece, mas eu tenho a certeza de que tudo é permissão de Deus para o meu melhor. E se eu chorar, usarei as lágrimas para lavar a alma. E se eu sorrir, usarei o riso para iluminar o coração. Com a fé que eu tenho, eu posso conquistar o impossível. ” (Yla Fernandes)

A vida é feita de desafios, novas possibilidades, decisão, querer, o que posso fazer é superá-los. Buscar alinhar o momento com os desafios, aprendizados e crenças e seguir de cabeça erguida acreditando que nada é impossível para quem está decidido a transformar sonhos em realidade, objetivos em realização, assim seguirei a vida com passos firmes na rocha. 

“Para quem está determinado a voar, não ter asas é apenas um detalhe” (Guilherme Ávila)
O grande desafio que enfrentamos em nossos dias é manter-se atualizado diante das inúmeras oportunidades que se apresentam: novas tecnologias, empreendimentos, demandas de mercado e diversidade de conhecimentos em todas as áreas e ciências desde as mais elementares até as complexas. 

“Não é o desafio que define quem somos nem o que somos capazes de ser, mas como enfrentamos esse desafio: podemos incendiar as ruínas ou construir, através delas passo a passo um caminho que nos leve à liberdade. ” (Richard Bach)

Faz-se necessário ter a curiosidade aguçada para acompanhar a evolução dos processos e estar aberto para o desconhecido.

Explorar a capacidade da mente e o avanço literário, científico, tecnológico que supera as nossas expectativas e limitações num “infinito de opções. ” Um horizonte para o desenvolvimento intelectual, pessoal e profissional no mercado competitivo e desafiador de novas ideias e descobertas que passarão a fazer parte dos meus escritos, acompanhado da leitura de obras dos grandes mestres da literatura maranhense, brasileira e internacional. 

Ler é redescobrir a roda a cada movimento das pálpebras, através das células da retina que transformam energia luminosa em sinais nervosos que são transmitidos ao cérebro pelo nervo óptico ou pelo simples toque nos caracteres sensíveis que permitem aos cegos também ler. 

“Imagine uma nova história para sua vida e acredite nela. ” (Paulo Coelho)
Não existe limite, nem idade para aprender. Cabe a cada indivíduo decidir onde quer chegar. Definir prioridades, ter foco, determinação e acima de tudo sabedoria, propósito e fé para atingir as suas metas, objetivos e sonhos. 

O primeiro passo é ter humildade para reconhecer que o conhecimento é infinito. E como escreveu o grande filósofo Sócrates: “ Só sei que nada sei. ” Demonstrando acima de tudo sabedoria e humildade para aprender, seguindo a premissa de que o aprendiz e um mestre em processo de metamorfose, em formação.

“Não importa quantos passos você deu para trás, o importante é quantos passos agora você vai dar para a frente. ” (Provérbio Chinês)

Ter a capacidade de reconhecer que o limite do aprender é infinito está acima da consciência e do universo e abre a perspectiva para “ novas descobertas e aprendizados”. 
A grande virtude dos sábios é admitir que nenhum conhecimento ou ciência está esgotado. O diferencial competitivo está dentro de cada um de nós, que se dispõe a aprender. Certo de que “Aprender é viver! E viver é aprender! ”

“Uma vida é uma obra de arte. Não há poema mais belo que viver em plenitude. ” (George Clemenceau)

José Carlos Castro Sanches
É químico, professor, escritor, cronista e poeta maranhense. 
São Luís, 13 de maio de 2020.

Visite o site falasanches.com e página Fala, Sanches (Facebook) e conheça o nosso trabalho.

Adquira os Livros da Tríade Sancheana: Colheita Peregrina, Tenho Pressa e A Jangada Passou, na Livraria AMEI do São Luís Shopping ou através do acesso à loja online www.ameilivraria.com.

NOTA: Esta obra é original do autor José Carlos Castro Sanches e está licenciada com a licença JCS13.05.2020. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas. Esta medida fez-se necessária porque ocorreu plágio de algumas crônicas do autor, por outra pessoa que queria assumir a autoria da sua obra, sem a devida permissão – contrariando o direito à propriedade intelectual amparado pela lei nº 9.610/98 que confere ao autor Direitos patrimoniais e morais da sua obra.
TAG