PAPAGAIOS DE GUERRA 1986, documentário sobre a arte de empinar pipas e papagaios em São Luís MA

                       
Quem é maranhense e nasceu há mais de trinta anos, com certeza se lembra de pipas, papagaios e até algumas suras sobrevoando os céus dos bairros de São Luís. O documentário curta metragem "PAPAGAIOS DE GUERRA" de Jorge Rodrigues de 1986, trata e retrata muito bem esse período áureo dos moleques e até de alguns de jovens do Maranhão. A tradição dos papagios ainda existe, porém de forma bem tímida, já foi muito forte no passado tanto na capital com em algumas cidades do interior. 

O documentário trata das famosas batalhas de papagaios que ilustravam as manhãs e tardes de São Luís. Tudo se resumia em papagaios "pipas" alçados ao ar em alturas especificias onde dois empinadores duelavam buscando "cortar e matar" o papagaio do adversário. O corte se dava no momento que uma linha encostava ou "raspava" na outra, a que tivesse com o "cerol" (liquido que era feito a base de vidro quebrado e goma), no ponto, fatalmente cortaria a outra, fazendo assim o papagaio ir embora para desespero do seu dono e alegria daqueles que ficavam aguardando para catá-lo na queda. 

No auge das batalhas em São Luís, alguns lendários "fazedores" fabricantes fizeram história na arte de montar os papagaios eram eles:

- Seu Aristides (Cohab)
- Seu Zequinha (Vila Palmeira)
- Tiririca (Caratatiua)
- Francisquinho (Maranhão Novo)
- Zezé Caveira (Centro)
- Reinaldo (Cidade Operária)
- Careca (Turu)
- Seu Floriano (São Cristóvão)
- Nego Valter (Coréia)

Da redação.

TAG